crachás para eventos

Saiba como e por que fazer crachás para eventos!

Nós sabemos que muitos organizadores optam por investir em apenas um adesivo colado na camisa do participante onde ele mesmo escreve o seu nome (ou o que quiser)  ao invés de crachás para eventos.

Porém, fazer crachás para eventos é muito importante não só para você, organizador, mas principalmente para estimular o networking entre os participantes!

Planejar um evento significa também planejar o fluxo de pessoas e encontrar uma forma eficaz de supervisionar o credenciamento de pessoas, sejam elas colaboradoras ou visitantes.

É aí que entra o papel do crachá de identificação no seu evento!

Utilizando credenciais para eventos, a comunicação entre sua equipe e os participantes se torna mais pessoal e menos técnica, pois com o crachá é possível identificar o nome das pessoas.

Não investir ou investir da maneira errada nos crachás, entretanto, pode quebrar a experiência dos participantes no seu evento.

O objetivo desse artigo é ensinar como você pode fazer, da melhor forma possível, a credencial para eventos futuros que irá organizar.

Além de dar algumas dicas do que fazer na hora de planejar os crachás para seu evento. 

Por que utilizar crachás para eventos?

Os crachás são frequentemente utilizados em eventos acadêmicos e científicos como forma de credenciar os participantes. 

Isso porque, facilita a interação entre os participantes. Facilita também o atendimento quando o participante precisa da orientação.

O crachá tem a função de sinalizar quem são as pessoas autorizadas a circular nas mais diversas áreas do local.

Você também pode utilizá-lo como um item totalmente personalizado, que reflete à imagem da marca e funciona como uma ferramenta de divulgação e comunicação. 

Ou seja, crachás para eventos, é uma forma de reforçar o branding do seu evento. 

É muito importante investir na imagem de qualquer marca ou negócio. Por isso, elaboramos um Ebook gratuito de branding para eventos e você pode baixá-lo gratuitamente agora:Guia de branding para eventos

Você também pode criar crachás específicos e distintos para grupos, como para a comissão organizadora e para os participantes.

Com isso, você consegue diferenciar o staff e os palestrantes das demais pessoas de forma rápida e fácil. Além de sinalizar para os participantes a quem eles podem pedir ajuda no decorrer do evento.

Como fazer crachás para eventos?

Defina as Informações

A primeira coisa que você deve definir é: o que o seu crachá quer comunicar? É muito importante saber quais as informações que as pessoas irão carregar no pescoço.

Além do padrão (Nome e sobrenome), você pode incluir informações como:

– Empresa/Instituição de Ensino;

– Categoria do participante: Professor, Estudantes, Palestrante;

– Redes Sociais;

– Foto;

– Programação do evento;

– Marca dos patrocinadores.

Uma dica: coloque apenas o que for necessário para que os participantes, o staff e os apoiadores do evento tenham a melhor experiência.

Informações em excesso podem atrapalhar. 

Atente-se às medidas dos crachás

Tamanho é algo que importa, e muito, quando falamos de crachás para eventos.

Uma opção segura e prática é utilizar as medidas mais utilizadas para a produção de crachás! São dos modelos A6 (10,5×14,8cm).

Outra medida bastante utilizada é a A7 (7,4×10,5cm). Porém, a decisão da medida fica a seu critério!

O tamanho do crachá em si depende da quantidade de informações que você quer pôr à vista.

Você deve avaliar sua estratégia e a quantidade de informações que devem estar inseridas no crachá.

Por isso, antes de produzir, é indicado testar o tamanho do material e se é possível ler e entender o que está escrito no crachá, sem perder a padronização do produto.

Defina o estilo

Não esqueça que os crachás têm dois lados e você também pode usar a parte de trás de forma útil e criativa.

Por isso, o tamanho das informações é outra coisa que você deve prestar atenção.

Se a fonte utilizada for muito pequena ou muito grande, o crachá pode falhar em cumprir o seu propósito. 

Recomendamos, uma ordem preferida em termos de tamanho das informações e proporções:

– Primeiro nome: maior fonte do crachá e, preferencialmente, em negrito;

– Sobrenome: um pouquinho menor e não necessariamente em negrito;

– Cargo/Empresa/Instituição: menor que o sobrenome;

– Outras informações: aí é com você.

Um dos usos mais comuns do verso do crachá é a programação do evento. Isso é uma forma de reduzir os custos e facilitar a vida dos participantes!

Dessa forma, você evitar utilizar outro material para distribuir a lista de palestras e horários aos participantes, ou seja, acaba tendo menos custos, menos desperdício e mais praticidade.

Além de deixar a programação sempre ao alcance do participante!

Como o verso do crachá não precisa de uma grande visibilidade, você pode utilizar fontes menores e aproveitar o espaço para apresentar mais informações.

Personalize

Faça crachás diferentes para as diferentes categorias.

Uma dica para a personalização das credenciais em eventos, é utilizar diferentes cores para diferentes categorias: participantes, staff, palestrantes, etc.

Dessa maneira, todos são melhor identificados.

As cores são mais fáceis de serem identificadas de longe. Além disso, dão um toque extra de personalização e chamam a atenção dos participantes.

Acredite, faz toda a diferença para os participantes receberem o tratamento adequado. E, nessas horas, cada detalhe conta.

Por isso, identificá-los facilmente é um requisito importante para atender às suas necessidades de maneira prática.

crachás para eventos modelos gratuitos

Tipos de Crachás

Os crachás para eventos costumam ser utilizados apenas no dia do evento e depois é descartado.

Por esse motivo, o ideal é que ele seja produzido em papel. Por outro lado, o crachá deve ser resistente, para que não rasgue antes ou durante o evento.

Para produzir um crachá resistente o aconselhável é trabalhar com papéis de gramaturas de 250g a 300g.

Existem 3 tipos que são mais utilizados na hora de fazer crachás para eventos:

Crachá para Imprimir

Você pode criar modelos de crachás e deixá-los prontos para os participantes imprimirem no tamanho padrão que desejarem!

Essa é uma forma de amenizar os custos com impressões, não é?

Crachá com suporte de plástico

Alguns organizadores optam por utilizar um envelope de plástico para proteger o crachá.

Nesse caso, você não deve deixar de investir no papel do crachá, mesmo que esteja coberto com o plástico.

Você também tem a oportunidade de utilizar o comprovante de inscrição como uma forma dos participantes se credenciarem e também como crachá.

Uma forma de imprimir esse tipo de crachá é através de plataformas de produção de eventos.

–> Você sabe escolher o sistema de eventos ideal?

Ao utilizar essas plataformas, o participante tem a possibilidade de imprimir o seu comprovante de inscrição.

Garantindo um credenciamento mais rápido, pois ele possui um QR Code, além das atividades na qual se inscreveu.

Confira algumas dicas para deixar o seu credenciamento mais ágil e funcional no vídeo abaixo:

Esse formato de crachá é ideal para ser usado com o suporte de plástico. Como mostra o vídeo abaixo:

E com esse formato você consegue gerenciar os credenciamentos através do seu smartphone. Obtendo praticidade e ganhando tempo no seu evento.

E, claro, o mais usado: crachá em papel e corda

Você pode utilizar papéis especiais, um bom papel para a impressão de Crachás é o 300g com verniz total frente, é resistente e tem um custo relativamente baixo.

Impressão de etiquetas

Bom, depois de escolher tudo que é referente ao crachá do seu evento: tamanho, o estilo e o material, o que falta?

Você pode optar por disponibilizar canetas esferográficas para os participantes preencherem as informações, ou você pode imprimir etiquetas!

Nesse caso, a melhor opção é imprimir todo o papel. Você pode enviar para uma gráfica imprimir e cortar as etiquetas.

Você também pode utilizar a sua própria impressora, há modelos muito bons de impressoras específicas para isso, por exemplo:

  • Zebra GC420T
  • Argox OS-214 Plus
  • TSC TTP-244CE
  • Bematech LB-1000
  • Elgin L42

Essas impressoras funcionam por impressão térmica, então você não precisa se preocupar com cartucho de tinta.

Mas, antes de comprar verifique se o seu evento vai ter o suporte, pois essas impressoras são desktop, ou seja, elas precisam de uma fonte de energia e de estarem conectadas ao computador.

Onde fazer

Os crachás podem ser feitos em gráficas ou impressos pelos próprios participantes.

A gráfica requer uma organização maior, pois deve haver a cotação dos valores e incluir também os gastos de deslocamento.

Quero uma planilha de finanças para o meu evento!

Existem gráficas online que podem facilitar a produção desses crachás e também tornar a organização do seu evento mais otimizada.

Algumas delas são:

Printi

Uma das gráficas mais conhecidas é a Printi. Atua com a produção de todos os artigos de divulgação que o seu evento pode precisar.

A entrega é a domicílio e o preço do frete é realmente atrativo.

Você só precisar ter a arte pronta, mas a gráfica também dispõe de designer para criação de artes que durante todo o processo mantem o contato com a equipe do seu evento para que saia tudo conforme o esperado.

Além disso ela possui uma sede física na cidade de São Paulo e você pode visitá-la.

Papira

A Papira é uma gráfica online 24h, e ela trabalha com frete grátis a partir de um valor determinado para todo o Brasil.

Caso você esteja buscando uma produção mais acelerada essa gráfica pode te ajudar e muito. A produção começa no mesmo dia em que foi feito o pedido, caso seja feito antes das 18h.

Assim como a Printi, a Papira também possui o serviço de criação de arte por parte dos designers da gráfica.

Com a contratação de gráficas onlines você tem uma produção rápida e com menos gasto de mão de obra da sua comissão organizadora.

Espero que essas dicas ajudem você a planejar seus próximos crachás para eventos. Gostou? Compartilhe!

checklist para eventos acadêmicos

Gostou? Deixe um comentário

Segredos e dicas sobre o mundo de eventos técnicos-científicos

Junte-se a milhares de pessoas que organizam e participam de eventos acadêmicos e científicos