Entenda o que é a metodologia científica para o seu TCC

Fazer um TCC nem sempre é uma tarefa fácil, mas entender o que é a metodologia científica do trabalho pode auxiliar na produção e deixá-lo mais simples. 

Dessa maneira, reunimos os exemplos e conceitos essenciais para facilitar na hora de caracterizar o trabalho científico. 

 Por isso, você vai encontrar neste artigo: 

Você está pronto para desmistificar o que entende por metodologia científica? Vamos lá! 

-> [Avançado] Comece a escrever a sua metodologia agora: saiba como.

Quem está iniciando a jornada acadêmica, acaba temendo bastante a conclusão do curso por causa do projeto final. 

Mas calma! O processo de desenvolvimento de um TCC fica bem mais simples do que você imagina quando compreende as necessidades de cada etapa. 

Desse modo, para começar a nossa conversa, é importante salientar que o TCC nada mais é do que o Trabalho de Conclusão de Curso em uma graduação. 

Sendo assim, você escolhe um tema relevante da sua área de atuação e aprofunda os conhecimentos sobre o assunto, procurando comprovar ou inovar em algo. 

Com isso, quando você está decidindo sobre o seu TCC, é comum existirem três formatos mais solicitados: projeto experimental (como documentário, curta-metragem ou campanhas publicitárias), artigo acadêmico e monografia. 

-> Trabalhos científicos: o que são, tipos e dicas de como escrevê-los. 

Claro, tudo vai depender do curso que você está inserido.

Dessa maneira, é sempre bom verificar com o seu orientador quais são as possibilidades disponíveis. 

Pensando de maneira geral, a monografia é o modelo mais comum na finalização de uma graduação, reunindo no texto a introdução, o desenvolvimento e a conclusão sobre um tema. 

Normalmente, quando falamos na metodologia científica de uma monografia, inserimos resumidamente na introdução e em um capítulo específico de forma detalhada

Então, já que tocamos no assunto, que tal falarmos sobre metodologia científica? 

Por existirem diversos conceitos dentro da metodologia científica, é normal que isso acabe confundindo a cabeça de muitos estudantes. 

Mas, é simples: como o nome já diz, a metodologia científica é a união dos métodos utilizados no trabalho. Isso é o que vai dar caráter científico ao seu projeto. 

Ou seja, é o momento em que você vai reunir informações de como aquela pesquisa foi realizada, definindo: 

  • As finalidades;
  • Os objetivos;  
  • As abordagens;  
  • Os métodos; 
  • Os procedimentos.

Eu sei que a ansiedade é grande e eu prometo que tudo vai ficar mais claro depois desse texto.

Portanto, vamos começar a dar uma olhadinha nos conceitos? 

Você viu que existem vários pontos que constituem uma metodologia, não é?

Isso ocorre porque as metodologias científicas mudam de acordo com o tipo de pesquisa que está sendo realizada. Por isso, vou te mostrar as principais e mais utilizadas em trabalhos de conclusão de curso. 

1. Finalidade

A finalidade é a parte da metodologia científica que define qual será o fim da sua pesquisa. Ela é dividida em duas categorias: básica ou aplicada

A aplicada é aquela que a teoria será utilizada para solucionar uma questão prática e ser realmente inserida no dia a dia, decifrando ou transformando algo. 

Por exemplo, se o seu estudo desenvolve um protótipo de um remédio, ou de uma tecnologia que será empregada em uma empresa.

Já quando falamos da básica, compreende-se que o fim é apenas de se aprofundar em um tema específico, objetivando o entendimento dos fenômenos. 

Nesse caso, a pesquisa básica pode ser pura ou estratégica

A pura tem o propósito exclusivo para o meio acadêmico e teórico. A estratégica também tem cunho teórico, mas pode ser utilizada de forma prática por outros pesquisadores no futuro. 

 #DicaEven3 

Nos TCCs são mais usadas as pesquisas básicas, então existe uma grande chance de que o seu trabalho se enquadre nela, ok? 

2. Objetivos

Na metodologia científica abordamos os objetivos quando definimos o que pretendemos alcançar com a pesquisa e podemos escolher entre: descritiva, exploratória e explicativa

A pesquisa descritiva compila informações de outros trabalhos científicos e os utiliza como referencial teórico. 

Em outras palavras, ela reúne dados, analisa e procura descrever um fenômeno já conhecido.  

Por outro lado, quando falamos da pesquisa exploratória, normalmente, escolhemos temas que não têm tantos trabalhos feitos sobre eles. 

Assim, exploramos os assuntos e coletamos dados novos, entendendo a potencialidade e dando base para estudos futuros. 

Já a pesquisa explicativa é a que dá nome ao fazer ciência, pois visa desenvolver um conhecimento através do aprofundamento sobre o assunto, associando-o às pesquisas experimentais. 

Geralmente, será escolhida para teses de mestrados e doutorados. 

 #DicaEven3: 

Às vezes, caracterizamos as pesquisas em mais de um objetivo, então é comum que você veja TCCs definidos como descritivos e exploratórios, por exemplo.  

3. Abordagem 

A abordagem é parte da metodologia científica que mostra a maneira de tratar as informações que serão coletadas

Por exemplo, se você realizou uma pesquisa por um formulário com um número X de pessoas, pode coletar as informações por um método qualitativo, ou seja, aquele que analisa de uma forma subjetiva os dados. 

Em contrapartida, o quantitativo é aquele que é baseado em elementos numéricos, matemáticos ou estatísticos, ou seja, uma análise objetiva

Ah, e lembre que ela também pode ser classificada como quali-quantitativa

Assim, uma parte é analisada de forma qualitativa e a outra quantitativa. 

Nesse caso, você pode desenvolver um questionário com perguntas fechadas (de múltipla escolha) e com perguntas abertas (deixando a pessoa responder livremente). 

E como escolher? Tudo depende do seu objetivo!

Sendo assim, isso será definido na sua pesquisa e com a ajuda de um professor orientador, mas posso te dar um exemplo:

Digamos que você esteja pesquisando sobre o impacto da inteligência artificial em um meio. 

Para entender o efeito de algo, você pode usar a qualitativa para estudar como as pessoas reagiram ao fenômeno, e a quantitativa para comprovar se houve ou não crescimento de tal fator dentro do estudo. Deu para entender?

4. Método 

Talvez esse seja o ponto mais difícil quando se define o que será a metodologia científica do seu trabalho, mas vamos deixar bem explicadinho para você, ok? 

O método é o raciocínio empregado diante dos fenômenos daquela pesquisa.

O que acontece é que ele é muito diverso e muda de acordo com o objeto de estudo de cada pesquisa, passando por atualizações e pelas criação de novos métodos por outros pesquisadores.

Portanto, vou te falar apenas sobre os mais comuns, que são: o indutivo, o dialético e o hipotético-dedutivo

O indutivo estuda uma variedade de tópicos e seleciona aquilo que se aplica para a maioria deles. 

Por exemplo, você está estudando algum fato que acontece com os peixes nas praias do Nordeste e identificou que certa espécie é encontrada em 7 das 10 praias estudadas.

Logo, o peixe deve ser característico do Nordeste por se localizar na maioria das praias.

Isso ocorre porque o método indutivo generaliza e é uma conclusão hipotética

Já no dedutivo, aplica-se a ideia de análise do geral para o particular. A partir de deduções que não se contrapõem, chega-se a uma conclusão.

Pensando nesse caso, se todo o ser humano tem um coração e João é um ser humano, consequentemente, João tem um coração. 

O dialético tem um fluxo de funcionamento. Vamos pensar que existe uma opinião comprovada sobre um assunto, mas também existe uma que é contrária a ela.

Utilizando esse método, você chegará às conclusões a partir da comparação das duas afirmações. 

Por último, o hipotético-dedutivo.

Nele, avistamos uma questão e desenvolvemos hipóteses sobre ela que serão confirmadas posteriormente por meio de testes. 

5. Procedimentos

Por fim, os procedimentos metodológicos são pontos cruciais quando você está definindo o que é a metodologia científica. 

Sendo assim, selecionamos os principais conceitos para facilitar a sua vida de uma vez por todas. Olha só:

O procedimento bibliográfico é aquele que pesquisa reúne conteúdos de livros, artigos, teses e dissertações sobre o tema escolhido. 

O documental tem a mesma ideia do bibliográfico, mas se encaixa apenas para aqueles documentos como dados, estatísticas, leis, entre outros. 

São arquivos de fontes primárias, ou seja, eles estão em seu modelo original sem passar pela análise de um pesquisador. 

O estudo de caso é quando você seleciona uma realidade em questão e se aprofunda. 

Por exemplo, quando o foco do estudo é um caso específico que aconteceu em uma empresa. 

Já o levantamento é uma pesquisa de campo. Ou seja, quando você cria questionários ou entrevistas e aplica em um grupo específico, levantando dados ou o posicionamentos sobre algo.

Por último, a pesquisa experimental é aquela que, como o nome já diz, há uma experiência compreendendo o comportamento de um grupo, como em laboratórios. 

Como você já sabe o que é a metodologia científica, que tal aprender como funciona a estrutura em um Trabalho de Conclusão de Curso

Na maioria das vezes, ela ficará localizada na introdução, iniciando o desenvolvimento do estudo e explicando como funcionou a pesquisa. 

-> O seu guia para escrever a metodologia científica. 

Porém também é importante dedicar um capítulo para descrevê-la e contextualizar o leitor como funciona cada característica aplicada. 

Nesse caso, inicie o capítulo da metodologia com um apanhado geral do assunto e, no decorrer do texto, explique minuciosamente cada tópico e os motivos que eles foram escolhidos. 

Ah, não esqueça de eleger citações de autores que falam sobre o tema,  justificando a seleção dos fundamentos. 

Baixar modelos de trabalhos científicos

Chegou a hora de escrever

Entender o que é a metodologia científica é primordial para facilitar o desenvolvimento do seu trabalho. 

Depois desse texto, acho que você está pronto para mexer os pauzinhos e iniciar o material, não é?

Para te ajudar ainda mais durante a construção, temos um conteúdo voltado para outro problema bem comum entre os estudantes: a norma ABNT. Confira o vídeo abaixo! 

Ao finalizar o seu trabalho, conte com a Even3 Publicações para compartilhá-lo com mais de um milhão de pessoas. Clique no botão e saiba mais sobre a nossa plataforma!

Conheça a Even3 Publicações

Segredos e dicas sobre o mundo de eventos técnicos-científicos

Junte-se a milhares de pessoas que organizam e participam de eventos acadêmicos e científicos