Dicas para produzir um bom artigo científico

artigo científico

A ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) define como artigo científico a “publicação com autoria declarada, que apresenta e discute ideias, métodos, técnicas, processos e resultados nas diversas áreas do conhecimento” (ABNT. NBR 6022, 2003, p. 2).

Geralmente, o desejo de produzir um artigo científico surge no contexto da iniciação científica, momento em que o aluno tem contato com pesquisas e descobre-se criando hipóteses de discussões e desejando, por meio da possível publicação, garantir créditos por suas ideias.

Segue abaixo, algumas características que definem um bom artigo científico.

Objetividade e organização

artigo científico

Um bom artigo científico apresenta claramente o propósito do trabalho, dá uma justificativa plausível para o que levou o autor a escolher determinado tema, explicitando qual é a relevância dele para a comunidade acadêmica.

Se o autor se organizar e elaborar um bom projeto de pesquisa antes de escrever o artigo, terá grandes chances de ser mais objetivo e conciso ao escrevê-lo.

Ambas as características são essenciais ao gênero. É preciso atentar-se, porém, que objetividade nada tem a ver com deixar incompleto. O texto deve ser elaborado de modo a situar o leitor sobre o contexto e a metodologia da pesquisa. A partir disso, as informações começam a ser destrinchadas.

Um cuidado a se tomar é o de não permitir que a leitura torne-se enfadonha. O autor deve dissertar sobre o que tem ligação direta com a sua pesquisa. Buscando sempre estratégias para prender a atenção do leitor.

Ficar abordando informações para aparentar conhecimentos gerais compromete o direcionamento do leitor em relação à experiência

Linguagem impessoal

A função do artigo científico é informativa, portanto não deve ter marcas de pessoalidade com expressões como “acredito que”, “na minha opinião”, “do meu ponto de vista”, “considero que”, entre outras.

De modo geral, não se usa a 1ª pessoa do discurso. Evita-se, também, expressões que remetem ao sentimentalismo, por exemplo, “infelizmente” e “lastimavelmente”.

Linearidade de pensamento

É fundamental que o autor mantenha a coesão e a coerência ao longo do artigo, para não ser contraditório ou passar uma ideia diferente da que tinha como objetivo inicial. O leitor deve fazer uma leitura clara e linear.

O texto deve possibilitar a ele que, posteriormente, o experimento seja estudado ou reproduzido. Uma boa dica é elaboração de um roteiro de organização.

Exemplo: pesquisa > desenvolvimento > resultados.

Título chamativo

Se o título do artigo for inteligente e atrativo, maior será a chance de atrair leitores e, consequentemente, aumentará a visibilidade do trabalho no meio acadêmico.

Boa escolha das referências

Referências é parte obrigatória da composição e acaba contribuindo para a credibilidade do artigo científico, pois, ao citar as obras consultadas, autores e pesquisadores renomados, o autor demonstra que possui um bom embasamento teórico.

Boa revisão

Não é sensato escrever tudo muito rápido e só revisar o texto quando finalizado. Planejar um período de escrita para que seja possível descansar da produção. E posteriormente, dar um novo olhar sobre o que escreveu é a melhor opção para construir um bom artigo.

É o que chamamos de distanciamento do texto. Esse procedimento permite que seja possível modificar alguma ideia, melhorar partes e encontrar erros.

Em suma, a escolha de publicar um artigo é interessante, e pode ser a porta de entrada para uma pós-graduação. O primeiro passo é escolher um tema, investir em seu estudo e levar a ideia adiante!

 

A Imaginie  é a maior plataforma de correção e ensino de redações do Brasil!  As correções seguem os moldes do ENEM, Fuvest, Unicamp, Unesp, Udesc, UERJ, UFSC e concursos públicos.

Comentários

comments

RECEBA Nossas Novidades

Comments