Por que o Qualis gera tanta polêmica?

O que é Qualis?

O método Qualis é responsável por classificar a qualidade das pesquisas e dos artigos científicos strictu sensu (não sabe o que é strictu sensu? A gente explica!)com base nos periódicos, revistas, anais e livros onde são publicados.

Há uma infinidade de periódicos disponíveis para pesquisa, mas quais, realmente, apresentam um bom conteúdo? Para “nortear” os pesquisadores quanto a esta busca serve o Qualis!

De acordo com a definição oficial: “Qualis é o conjunto de procedimentos utilizados pela Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) para estratificação da qualidade da produção intelectual dos programas de pós-graduação.” 

 

Como funciona o Qualis?

Há um Qualis específico para cada área, o que significa que um mesmo periódico pode receber classificações diferentes ao ser analisado em duas áreas distintas. 

O  Journal of the American Ceramic Society recebeu classificação A1 na área de Engenharias II, enquanto, em Química, B1.

Plataforma Sucupira

O Qualis não avalia trabalhos científicos individuais, mas, sim, os periódicos científicos por áreas de atuação.

A regra é simples: “Quanto melhor situado na hierarquia do Qualis, maior o poder de atração e mais as chances de influenciar na captação de financiamentos”.

O Qualis, portanto, determina, para você e para a sua pesquisa, qual periódico é bom ou não para publicação.

Critérios de Avaliação

O que eles levam em consideração na hora de avaliar um periódico? 

  • Qualidade dos artigos: os artigos devem ter relevância para a sociedade, um bom nível científico, originalidade e precisam ser bem escritos. Portanto, nada de trabalhos incompletos ou dúbios!
  • Periodicidade: Revistas e periódicos que são antigos no mercado, passam maior credibilidade. A frequência das publicações também garante uma melhor classificação!
  • Qualidade do corpo editorial: diz respeito à banca que analisa os artigos publicados no periódico, afinal, não é qualquer pessoa que sabe analisar, corretamente, trabalhos de natureza científica, né?
  • Diversidade de origens do trabalho: periódicos mais bem classificados são aqueles que possuem desde autores institucionais a internacionais!
  • Difusão e popularidade da revista: se o periódico for bastante conhecido, melhor! Mais pessoas e de diferentes lugares fazem com que o periódico tenha uma boa classificação no Qualis e passe uma maior credibilidade!
  • Indexação: Indexação faz com que qualquer dado ou informação seja facilmente recuperado caso um usuário faça uma busca em um sistema de informação. Para que se tenha uma boa indexação, é necessário que o periódico seja acessível e de qualidade!

Classificação Qualis (Capes)

A classificação Qualis passa, todo ano, por um processo de atualização, porque, com frequência, surgem novos periódicos e de diferentes áreas.

Porém, sua classificação básica varia de acordo com indicativos de qualidade. Os indicativos vão de – A1, o mais elevado; A2; B1; B2; B3; B4; B5 a C – com peso zero.

Para entender melhor a classificação do Qualis, é só constatar os seguintes aspectos de cada indicativo:

A1 e A2 – Excelência internacional
B1 e B2 – Excelência nacional,
B3, B4 e B5 – (relevância média)
C – baixa relevância

Busca no Qualis: entenda como funciona

Consultando o Qualis, vê-se que há três possibilidades de busca, todas por meio da plataforma QualisWeb (Sucupira):

1 – Por ISSN do Periódico:

O ISSN (International Standart Serial Number) é um código de oito dígitos que  identifica o título de uma publicação seriada em âmbito internacional.

2 – Por título do periódico:

Busca por título completo ou por parte do título do periódico.

3 – Por classificação ou área de avaliação

A Capes classifica os periódicos por áreas de avaliação, o que torna a sua pesquisa por área e/ou relevância ainda mais fácil.

Qualis para Eventos?

Até 2009, o Qualis também classificava os eventos de natureza científica.

Mas, como é atualizado periodicamente, a atividade foi suspensa e, atualmente, só são analisados periódicos científicos (divulgada ao público) e livros (não divulgados, uma vez que são utilizados, apenas, no processo de avaliação interna).

Polêmicas em torno do Qualis

Muito se questiona, no Brasil, o método Qualis de classificação dos trabalhos científicos. 

O Qualis é atualizado periodicamente e uma de suas mudanças, no ano de 2009,  provocou, segundo estudiosos, a “extinção” das revistas científicas brasileiras, isto porque as revistas brasileiras passaram a ser comparadas com publicações da Europa e dos Estados Unidos. Confira a matéria:

Antônio Ozaí da Silva, professor na Universidade Estadual de Maringá (DCS/UEM) e editor das revistas Espaço Acadêmico, Urutágua e Acta Scientiarum, em seu artigo “A sua revista tem Qualis?”, propõe uma crítica ao método Qualis:

Para além do discurso da busca da qualidade, o qual parece sensato, o fato é que essa política classificatória, hierarquizante e potencialmente indutiva (o Qualis), influencia o fluxo das publicações e, conseqüentemente, o cotidiano dos docentes e suas expectativas, bem como as dos programas de pós-graduação. Isso se estende às agências de fomento e aos processos de avaliação dos professores pelas instituições de ensino. Quanto melhor situado na hierarquia do Qualis, maior o poder de atração e mais as chances de influenciar na captação de financiamentos.

Em relação à polêmica quanto à eficiência do Qualis, em entrevista para a Gazeta do Povo, Edilson Silveira, da UFPR, disse:

A classificação tem mais a ver com o impacto na área, com o número de citações, mas é claro que revistas com conceitos não tão altos também publicam bons artigos.

É fato: o sistema Qualis gera dúvidas quanto à qualidade de avaliação dos projetos científicos, mas, ainda assim, é o principal método de avaliação utilizado no Brasil!

Na hora de elaborar seu projeto, pense em qual periódico deseja vê-lo publicado! Escreva-o de acordo com os critérios do periódico e se o tema da sua pesquisa se adéqua à proposta dele!

Nada de trabalhos mal feitos, hein? Invista em qualidade e conteúdo!

Selecionamos alguns posts do nosso blog que podem ajudá-lo a escrever um bom projeto científico. Confira-os em:

Guia de Regras ABNT para Projetos de Pesquisa

300 termos que irão ajudá-lo a escrever uma redação de sucesso

Pesquisa Científica: esclarecendo suas principais dúvidas

Comentários

comments

RECEBA Nossas Novidades

Comments