apresentacao poster

Pôster científico: dicas imperdíveis para você montar o seu!

O pôster científico é um tipo de trabalho científico que tem o objetivo de apresentar e divulgar, de maneira sucinta, os resultados de uma pesquisa original completa ou de seus resultados parciais.

Ele costuma derivar de um artigo científico, por exemplo.

Para te ajudar na escrita de artigos científicos, reunimos algumas dicas em um e-book. Você pode baixá-lo gratuitamente aqui:

Baixar e-book: Como escrever artigos científicos

Fazer com que seu pôster receba destaque em uma sala com milhares de outros pôsteres praticamente iguais ao seu é uma tarefa difícil, concorda?

Neste artigo, quero que você entenda o que é um pôster científico, suas características e dicas para torná-lo visualmente mais atrativo.

Mas o que é um pôster?

Um pôster nada mais é do que uma representação visual do seu trabalho. Ele tem o intuito de divulgar informações de forma sucinta unindo o conteúdo verbal da pesquisa com fotografias, tabelas e gráficos.

Um pôster acadêmico costuma apresentar seções fixas, como introdução, resumo, métodos utilizados durante a pesquisa, gráficos, tabelas e discussões acerca dos resultados obtidos.

Os pôsteres são apresentados em eventos, como congressos, simpósios, feiras acadêmicas e seminários. Por isso, eles devem ser elaborados seguindo as diretrizes do evento ou da instituição de ensino onde irão ser expostos.

É importante adequar a linguagem do seu material à linguagem do público do evento, alinhando-a com o seu objetivo.  Além disso, a apresentação de um pôster costuma ser menos formal que uma palestra, por exemplo.

Como fazer um pôster científico

Quando for fazer seu pôster, tenha em mente que existem uma série de modelos e padrões que podem ser seguidos. Então, o mais indicado é que você confirme o layout e a norma a ser seguida com o evento onde irá apresentá-lo. Cheque, por exemplo, se eles seguem as normas da ABNT.

Outro detalhe importante: diferentemente de um artigo científico, o pôster é um trabalho visual!

O que isso significa? Significa que, em um evento como congresso, seminário, mostra científica e afins, as pessoas devem ser capazes de ler e compreender o seu pôster em um tempo muito curto. Às vezes, em apenas 5 ou 10 minutos (sério)!

Dica: por isso, tente não deixar o seu pôster muito longo.  No máximo, 800 palavras, tá?

Trouxemos aqui as melhores práticas para você montar seu pôster. Falaremos das seções do pôster (destrinchando cada tópico delas) e também das boas práticas de impressão.

Quais as seções de um pôster científico?

Vamos dividir as seções do pôster em três: pré-textuais, textuais e pós-textuais.

Elementos pré-textuais

  • Título do Evento ou da Instituição de Ensino;
  • Título e subtítulo do trabalho (se houver);
  • Nome(s) do(s) autor(es), a titulação máxima e afiliação institucional de cada um;
  • Nome dos orientadores – alguns eventos solicitam que apareça o nome do orientador responsável pelo trabalho.

Elementos textuais

Os elementos textuais podem ser apresentados na forma de texto, gráficos, tabelas e ilustrações, isso fica a critério do evento. Referem-se ao conteúdo do trabalho e devem conter as seguintes especificações grafadas em letras maiúsculas:

  • Introdução;
  • Material e Métodos;
  • Resultados;
  • Conclusão.

Elementos pós-textuais

  • Referências bibliográficas: são obrigatórias. Precisa-se dar os créditos às fontes que serviram de base para a sua pesquisa.

Quais as dimensões de um pôster acadêmico?

Geralmente, no Brasil, os pôsteres são impressos em lona ou em plástico. O mais comum é vê-los na posição vertical, porém também existem na versão horizontal (principalmente em congressos internacionais).

Em relação às medidas, eles têm 90 x 60 cm ou 90 x 120 cm.

Obs.: os elementos do pôster podem mudar de acordo com a instituição de ensino.

9 dicas para tornar o seu pôster acadêmico mais atraente

1. Crie um título direto

O título do pôster científico deve ser o mesmo utilizado no seu trabalho científico. Ele deve apresentar, de forma resumida, o propósito da sua pesquisa, deixando claro do que ela se trata.

É importante que o título seja atraente, curto e preciso. Por isso, deve ser escrito em, aproximadamente, uma ou duas linhas.

2. Elabore uma introdução intrigante e em poucas palavras

É na introdução do pôster que você vai fazer com que o leitor tenha interesse no assunto da sua pesquisa.

Criar um pôster é exercitar sua capacidade de síntese. Por isso, traga, na introdução o problema dentro contexto da sua pesquisa, informe a literatura que serviu de referência; depois, faça uma apresentação intrigante e, por fim, aponte a sua hipótese. Tudo isso em poucas palavras. Um tremendo desafio, não é?

O pôster é um lugar incrível para colocar uma foto, imagem ou ilustração que se correlacione com seu problema de pesquisa.

3. Torne as seções textuais mais legíveis

Você pode utilizar algumas estratégias para que o conteúdo textual do seu pôster fique mais legível.

O erro número 1 dos participantes de eventos é fazer com que os pôsteres fiquem muito longos. Conteúdos muito densos e com muitas palavras atraem pouquíssimas pessoas.  Então, tenha como foco 800 palavras.

Já ouviu aquela expressão “menos é mais”? Ela deveria vir acompanhada do significado de um pôster.

Utilize fontes sem serifa (Ex.: Helvetica) para o título e subtítulo e fontes com serifa (ex.: Palatino) para o corpo do texto. As fontes com serifa são mais fáceis de ler em tamanhos pequenos.

Uma outra falha referente ao conteúdo textual bastante comum é trazer o resumo do trabalho no pôster. O resumo do seu trabalho não precisa estar incluído no seu pôster uma vez que o pôster em si já é o próprio resumo da sua pesquisa científica.

Fique atento (a) também ao espaçamento entre linhas utilizado no corpo do texto. Se optou pelo espaçamento simples (1,0), utilize-o em todas as seções do pôster. Variações de espaçamento podem deixá-lo desorganizado.

4. Escolha os gráficos e as imagens certas

Tenha certeza de que seus gráficos e fotos possam ser vistos a uma distância de 1 metro. A verdade é que a maior parte dos leitores só está interessada em ler as figuras do seu pôster.

Fazer um infográfico consistente é importante para destacar o objetivo da sua pesquisa. Com o gráfico, você deseja comparar, organizar ou explorar algo?

Use gráficos da web com cautela. Verifique, antes de tudo, se estão em boa resolução. Nunca coloque gráficos com fundo colorido.

Escolha o tipo de gráfico correto: linha, pizza, etc. Coloque títulos ou legenda em seus gráficos. Eles irão guiar o seu leitor.

–> Aprenda agora a escolher os melhores gráficos para a sua pesquisa. 

Não encha o topo do seu pôster científico com mil logos. Coloque apenas aqueles essenciais.  Alguns eventos optam por colocar os logos no topo do pôster e outros, no final. Verifique o seu caso.

Evite fundos escuros, pois eles tornam a leitura do seu pôster mais difícil. Use fundo branco de preferência, é bom que você já economiza tinta! Evite grandes combinações de cores.

5. Exponha métodos e materiais de um jeito diferente

Descreva muito brevemente os equipamentos e procedimentos utilizados durante a sua pesquisa. Nada de detalhes minuciosos como no trabalho em si (tese, artigo ou dissertação), ok?

Se possível, utilize fotografias para ilustrar esta seção e mostrar como você chegou aos resultados.

6. Traga os resultados

Você, primeiramente, deve mostrar em que campo a sua pesquisa e experimentação realmente atuou.

Destaque tanto os aspectos qualitativos como quantitativos para que seu pôster fique com um tom mais pessoal.

No segundo parágrafo, comece a sua apresentação com a análise de dados referente à hipótese proposta.

Esta costuma ser a seção mais longa de um pôster. Você pode, inclusive, utilizar imagens com legendas que levem o leitor/espectador ao questionamento.

7. Mostre a importância do seu trabalho nas conclusões

Lembre ao leitor (sem parecer que você está lembrando) do resultado principal da sua pesquisa.

Convença-o da importância e da relevância do seu trabalho e das suas descobertas para outros trabalhos e pesquisas futuras.

8. Trabalhe com referências organizadas

Organize as referências do pôster acadêmico de acordo com o formato exigido pela instituição onde será realizada a apresentação. Você não precisa colocar todas as referências utilizadas ao longo da pesquisa. Traga, no máximo, cinco fontes de trabalhos.

Atente-se à gramática e a detalhes como ordem dos autores de uma determinada obra. Se precisar utilizar citações em um pôster, verifique se está colocando o texto entre aspas da maneira correta.

–> Aprenda a montar as referências bibliográficas da sua pesquisa

Nunca se esqueça de colocar o direito autoral da foto ou do gráfico que você utilizou. Formate as suas referências bibliográficas com cuidado.

Coloque-as em um mesmo tamanho de fonte que o restante do texto. Quando você diminui a fonte das referências, seu pôster fica com uma aparência bizarra!

9. Informações extras

As pessoas podem estar interessadas em elementos extras da sua pesquisa, por isso, nesta seção, você pode adicionar seu e-mail, site, URL com download de PDF sobre um conteúdo específico. Utilize aproximadamente 20 palavras.

Pronto(a) para submeter seu pôster em um evento?

Agora que você já sabe como montar um pôster científico de sucesso que tal apresentá-lo em um evento? Para isso, encontre um evento que aborde uma temática de seu interesse e realize a submissão do seu pôster.

–>Encontre eventos acadêmicos e científicos perto de você de maneira simples

Temos alguns modelos de trabalho já formatados nas normas da ABNT que podem ajudá-lo(a) na submissão em eventos. Eles são gratuitos e você pode baixá-los agora.

modelos de trabalhos nas normas da abnt download gratis

Gostou? Deixe um comentário

Segredos e dicas sobre o mundo de eventos técnicos-científicos

Junte-se a milhares de pessoas que organizam e participam de eventos acadêmicos e científicos