Fichamento: o que é, como fazer e as principais regras da ABNT

Fichamento: o que é, como fazer e principais regras da ABNT

Se você está prestes a produzir um TCC ou uma dissertação, você já deve ter ouvido falar do fichamento!

Afinal, ele é capaz de tornar o seu estudo mais prático e acessível, compilando as principais ideias das suas leituras em um só lugar.

Muito mais fácil do que reler todos os livros antigos e grifados, não é?

Inclusive, se você tem uma boa técnica de estudos, provavelmente também já deve ter feito um fichamento algum dia ou se deparado com ele como trabalho científico.

Mas é apenas quando o professor diz que ele será usado como forma de avaliação que as maiores dúvidas surgem.

Por esse motivo, neste artigo, nós vamos responder as principais questões sobre o tema:

Como o nome já diz, o fichamento é a técnica de formatar um texto em fichas.

Assim, tópicos são formados com as partes importantes do conteúdo, reunindo citações ou formando análises.

Ou seja, é um formato super prático!

Por isso, o fichamento normalmente é usado como apoio na construção de trabalhos mais densos que exigem muitas leituras prévias. Afinal, é uma facilidade encontrar em um só lugar as citações que você precisa, o autor, livro e página.

Quero publicar meus trabalhos acadêmicos!

Além disso, eles podem ser usados como materiais pessoais para estudos. E aí vale usar toda a criatividade: mesclar tipos de fichamentos, separar fichas por cores e até adicionar post-its com comentários para relacionar as partes fichadas com outras referências.

E, assim como suas funções podem variar muito, os tipos de fichamentos também mudam e podem ser divididos em:

Mas calma! O fichamento de resumo não é a mesma coisa que o formato acadêmico de resumo. Vamos explicar as diferenças!

A princípio, o fichamento pode parecer muito semelhante a um resumo ou resenha.

Contudo, é importante destacar que, embora todos abreviem os conteúdos, eles são diferentes pois possuem formas distintas de apresentação e objetivos.

Para tornar a distinção mais simples, formulamos a tabela abaixo:

Qual é a diferença de fichamento, resumo e resenha

Então, já dá para definir qual é o melhor formato para seus estudos, não é?

Nesse caso, para que você possa escolher o modelo ideal de fichamento, é necessário conhecer os três tipos existentes.

Para começar, conhecer os tipos de fichamento é indispensável para quem precisa fazer um trabalho acadêmico com esse formato.

Além disso, o fichamento é um bom aliado para uma técnica de estudos e leitura.

Sendo assim, conhecer os tipos de fichamento também vai te ajudar a escolher qual é o melhor formato para te auxiliar na leitura e na futura pesquisa de citações e pontos importantes.

Então vamos começar.

Como o nome já diz, nesse modelo você vai fichar as citações mais relevantes do texto.

Assim, é como escrever as citações diretas de um trabalho em tópicos. Nesse caso, lembre-se de seguir as regras da ABNT com transcrição literal do trecho, nome do autor, ano e página.

Modelo de fichamento de citação

#DicaEven3: Já que os fichamentos também servem como forma de consulta sobre um conteúdo, seja objetivo! Em outras palavras, não escreva um parágrafo completo apenas para evidenciar a ideal central dele. Você pode diminuir citações extensas colocando “[…]” e focando na ideia principal do trecho.

Você já fez uma leitura de um livro muito grande e escreveu, em um texto à parte, os principais pontos abordados?

Então você já está quase perto de fazer um fichamento bibliográfico!

Isso porque esse modelo consiste justamente em descrever os principais conceitos do texto.

Dessa maneira, esse tipo de fichamento é bem semelhante ao que fazemos em citações indiretas em trabalhos. É por isso que essas fichas também podem te ajudar a buscar as citações para trabalhos mais densos.

Nesse caso, também seguimos as regras da ABNT para citações indiretas, contendo nome do autor, ano da obra e página.

Modelo de fichamento bibliográfico

#DicaEven3: No caso das citações indiretas, a ABNT deixa opcional a indicação do número da página. Mas, na hora de fazer fichamentos bibliográficos, é necessário usá-las! Assim, será mais fácil achar o conteúdo citado.

Também conhecido como fichamento textual ou de conteúdo, esse é o tipo de fichamento mais simples e talvez o mais popular.

Para fazê-lo, é necessário formar tópicos com reflexões pessoais sobre as principais ideias da obra.

Além disso, os tópicos devem seguir a ordem em que as ideias aparecem no texto original.

Nesse caso, não é necessário seguir o padrão pontuando páginas, pois a organização desse modelo é mais livre e você pode expressar sua opinião e construir o próprio esquema.

Sendo assim, é aconselhável escrever o fichamento de resumo com suas próprias palavras e linguagem simples e objetiva.

Modelo de fichamento de resumo

#DicaEven3: Usar o fichamento de resumo como técnica de estudo é uma boa solução para quem vai fazer uma prova com conteúdo muito denso. Afinal, esse modelo é uma alternativa para fixar o assunto e consultá-lo de forma mais fácil.

Agora que você já conhece os tipos de fichamentos e sabe que as estruturas mudam entre cada um, é hora de começar a produção!

É só seguir o passo a passo:

1. Escolha a obra a ser fichada

Tenha em mente que é importante ter um conhecimento prévio sobre ela, como uma leitura rápida, uma contextualização e/ou um breve parâmetro sobre o autor. 

Depois, é só iniciar a leitura e juntar as principais ideias para montar o texto. Aqui, cabe ao estudante decidir a quantidade de leituras e se as informações serão escritas simultaneamente ou não.

#DicaEven3: Para tornar a leitura mais rápida e dinâmica, grife os trechos importantes e depois é só decidir quais dentre eles são mais relevantes para o fichamento.

2. Encaixe as informações na estrutura correta

Como você sabe, esse modelo de trabalho é dividido em fichas, mas cada formato de fichamento possui uma estrutura diferente. Por isso, é importante segui-la ou ajustar antes de finalizar o trabalho.

Além disso, todos os fichamentos exigem o cabeçalho e as referências bibliográficas de acordo com as normas da ABNT. Não esqueça dessa parte, ok?

-> Conheça 5 normas da ABNT que vão salvar o seu trabalho acadêmico!

Tabela de normas da ABNT para fichamentos

Por fim, já dá para começar a escrever, não é?

Mas se as regras da ABNT ainda te confundem ou se você tem trabalhos engavetados por falta de formatação, a gente desenvolveu diversos de modelos editáveis já formatados de acordo com a ABNT, é só baixar!

Baixe modelos de trabalhos científicos na ABNT

Segredos e dicas sobre o mundo de eventos técnicos-científicos

Junte-se a milhares de pessoas que organizam e participam de eventos acadêmicos e científicos