5 normas ABNT que vão salvar o seu trabalho acadêmico

5 normas ABNT que vão salvar o seu trabalho acadêmico

As normas ABNT costumam assustar você?

Esse receio ao ouvir falar no assunto é normal! Inclusive, eu aposto que você já questionou o porquê dessas regras existirem e já afirmou que foi somente para complicarem a sua vida, não é?

Mas, calma… Ao final deste artigo, garanto que você vai ter um pouco mais de afeição por elas.

Afinal, você sabia que há muitas coisas na sua vida relacionadas à ABNT?

Neste blogpost eu vou te explicar mais sobre:

Para começar, é preciso acabar com um grande mal entendido: a ABNT não diz respeito apenas aos trabalhos acadêmicos!

Na verdade, essa sigla se refere à Associação Brasileira de Normas Técnicas, uma instituição privada, que é responsável pela normalização técnica em todo o Brasil. 

Ou seja, embora todo mundo associe a ABNT às regras para trabalhos acadêmicos, a instituição também elabora normas técnicas para diversas áreas da nossa vida, como regras ambientais e têxteis.

Em relação aos trabalhos científicos, as normas da ABNT criam padrões e servem como um guia para a elaboração de trabalhos de forma concisa e facilmente reconhecida pela comunidade acadêmica.

Inclusive, essas normas, também chamadas de regras da ABNT, surgiram para derrubar barreiras de interpretação, padronizando a forma como os trabalhos científicos são redigidos e apresentados.

Assim, todos estão sob o mesmo padrão de avaliação e não são julgados por conceitos malucos, como a habilidade (ou não) de fazer belas capas coloridas!

–> Conheça agora 10 tipos de trabalhos científicos 

Por isso, as regras da ABNT são aceitas e adotadas pela maior parte das universidades e instituições de ensino do território nacional. Mas se engana quem acha que são normas obrigatórias!

De fato, muitas instituições seguem à risca os critérios estabelecidos pela ABNT, mas outras adotam apenas algumas características padrões e adaptam certos elementos. 

Então, fica a critério da instituição de ensino escolher se irá adotar a formatação dos trabalhos na ABNT,  em normas próprias ou outras regras famosas, como a de Vancouver e a APA.

Desta forma, sempre dou a seguinte dica: antes de começar qualquer trabalho, cheque qual a formatação escolhida pela sua instituição de ensino. 

Assim, você consegue elaborar projetos de maneira mais assertiva e ainda evitar dores de cabeça futuras. 

Agora, quem conhece as regras da ABNT com certeza já ouviu falar sobre NBR!

As tão faladas NBRs são as Normas Técnicas produzidas pela ABNT. Elas consistem em documentos que organizam informações e padronizações sobre assuntos específicos. 

Isso significa que, na hora de procurar saber como padronizar algo, você irá precisar recorrer a uma NBR específica. 

E existem muitas! Mas no que diz respeito à área acadêmica, irei reunir as principais que você precisa conhecer. 

Para te ajudar, separei 5 NBRs que facilitam a vida de todo estudante. 

Entenda quais aspectos dos trabalhos científicos cada uma aborda e encontre a NBR certa para o seu momento de pesquisa. 

Normas ABNT Trabalho Acadêmico (NBR 14724)

Você deve consultar essa norma quando precisar elaborar ou apresentar trabalhos acadêmicos, como teses, artigos, dissertações e TCC.

Ela ensina a estrutura básica de um trabalho científico a partir da divisão dos elementos: pré-textuais, textuais e pós-textuais.  E indica quais são obrigatórios na sua escrita.

elementos pré-textuais, textuais e pós-textuais nas normas ABNT

Normas ABNT Projeto de Pesquisa (NBR 15287)

A NBR 15287 sobre Projeto de Pesquisa fala sobre as especificidades desse formato, dividindo-o em parte externa e parte interna. 

Na parte externa estão: capa e lombada. 

Já na interna, elementos pré-textuais, como: folha de rosto, lista de ilustrações, lista de tabelas, lista de abreviaturas e siglas e lista de símbolos. 

→ Saiba mais sobre como montar um projeto de pesquisa nas normas da ABNT. 

Ainda na parte externa, mas nos elementos textuais, estão: introdução, hipótese, objetivos, justificativa, referencial teórico, metodologia de pesquisa, recursos e cronogramas. 

Além disso, nos elementos pós-textuais, constam as referências, glossário, apêndice, anexo e índice.

Por fim, essa NBR ainda fala sobre o formato do projeto de pesquisa, ou seja, questões de margens e tamanho de fonte recomendado. Ainda, explica espaçamento, paginação (como as páginas devem ser contadas), numeração progressiva, siglas, citações e fórmulas. 

Enfim, tudo relativo ao projeto de pesquisa você encontra na NBR 15287.

Baixar modelo de Projeto de Pesquisa agora

Normas ABNT Citações (NBR 10520)

Esta é a NBR 10520 que fala das citações. 

Citação é o ato de fazer referência a alguma coisa. Sendo assim, diz respeito a todo trecho de outro autor que você utiliza como base para o seu trabalho científico. 

Nesta norma técnica, ela traz os conceitos, regras e exemplos de tipos de citações, como:

  • Citação direta
  • Citação indireta
  • Citação de citação. 

Fora isso, também traz as definições e os tipos de notas que podem ser utilizadas em trabalhos acadêmicos: 

  • Notas de referência
  • Notas de rodapé 
  • Notas explicativas

Uma citação pode aparecer tanto no texto como também nas notas de rodapé e a forma como elas aparecem deve seguir um padrão determinado pela ABNT. 

Outros detalhes importantes e que esclarecem dúvidas de muitos estudantes são as considerações acerca do destaque para trechos da citação, como apresentar uma citação ao leitor e incluí-la na lista de referências do trabalho. 

Normas ABNT Referências Bibliográficas (NBR 6023)

Por fim, esta é uma das mais extensas normas da ABNT! 

Isso se deve ao fato de que o documento explica e exemplifica uma a uma as diversas formas de se incluir uma referência em um trabalho. 

Por lá, você vai encontrar modelos de referências de fontes mais usuais como livros, artigos na internet e revistas. 

E também de fontes menos habituais como documentos tridimensionais, fascículos, suplementos,  vídeos, documentos sonoros… 

De maneira geral, essa regra da ABNT diz que as referências devem ser elaboradas em espaçamento simples, alinhadas à margem esquerda do texto e separadas entre si por uma linha em branco.

Como cada fonte é um caso, sempre procure na NBR 6023 como colocar referências na norma da ABNT

E para formatar trabalho: o que diz a ABNT? 

Te recomendo ver o vídeo abaixo para aprender a formatar um trabalho de maneira prática:

Lembre-se: antes de começar a escrever o seu trabalho ou se já tiver escrito e só precisar formatá-lo, atente-se aos seguintes aspectos de formatação recomendados pela ABNT

regras gerais de formatação das normas ABNT

Papel

  • Cor branca
  • Tamanho A4

Fonte

  • Recomenda-se utilizar fonte tamanho 12 para todo o trabalho, inclusive para a capa. 
  • Citações com mais de 3 linhas, notas de rodapé, dados internacionais de catalogação na publicação, legendas e fontes das ilustrações e de tabelas, entretanto, devem aparecer em tamanho menor e uniforme. Então, escolha um tamanho para esses casos e permaneça nele! 

Margens

  • As margens devem ser: 
    • Superior: 3 cm
    • Esquerda: 3cm
    • Inferior: 2 cm
    • Direita: 2cm

Espaçamento

  • Todo o trabalho deve ter espaçamento 1,5 entre linhas. 
  • As referências, no entanto, devem vir com espaçamento simples (1,0) e separadas entre si por um espaçamento duplo. 

Texto

  • O texto deve vir justificado

Ainda, é possível recorrer a modelos de trabalhos científicos já formatados nas regras da ABNT. Assim, é só escrever seu trabalho no template e otimizar ainda mais o seu tempo de escrita.

Verifique os modelos de trabalhos acadêmicos disponibilizados pela Eve3n e tenha artigos, TCCs, monografias e projeto de pesquisa nas suas mãos!

Baixe modelos de trabalhos científicos na ABNT

Segredos e dicas sobre o mundo de eventos técnicos-científicos

Junte-se a milhares de pessoas que organizam e participam de eventos acadêmicos e científicos