PIBID

Entenda o que é PIBID e sua importância para a pesquisa brasileira

Você já ouviu falar em PIBID? Para começar, O PIBID (Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência) é uma iniciativa que visa melhorar e a valorizar a formação de professores para a educação básica.

Os estudantes são inseridos no universo das escolas públicas desde o início da sua formação acadêmica para que desenvolvam atividades didático-pedagógicas sob orientação de um docente da licenciatura e de um professor da escola.

Em 2017, o MEC reservou R$ 45,3 milhões para permitir o pagamento de 71.675 bolsas do PIBID.

Objetivos do Programa PIBID

O objetivo do PIBID é promover a integração entre educação superior e educação básica das escolas estaduais e municipais. A intenção do programa é melhorar o ensino nas escolas públicas em que o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) esteja abaixo da média nacional, de 4,4.

Com isso, o programa incentiva a formação de professores em nível superior para a educação básica e contribui para a valorização do magistério.

A intenção é elevar a qualidade da formação inicial de professores nos cursos de licenciatura. Além de inserir esses futuros profissionais no cotidiano de escolas da rede pública de educação.

Ao proporcionar oportunidades de criação e participação em experiências metodológicas, tecnológicas e práticas docentes de caráter inovador e interdisciplinar, esses estudantes podem buscar a superação de problemas identificados no processo de ensino público.

A proposta do PIBID é incentivar as carreiras nas áreas da educação básica com maior carência de professores com formação específica: ciência e matemática de quinta a oitava séries do ensino fundamental e física, química, biologia e matemática para o ensino médio.

Além disso, o programa mobiliza os professores das escolas públicas de educação básica, mobilizando seus professores como coformadores dos futuros docentes e tornando as escolas protagonistas nos processos de formação inicial para o magistério.

Como funciona?

O programa oferece bolsas em parceria com escolas de educação básica da rede pública de ensino. Através da oferta de bolsas de iniciação à ensino aos alunos de licenciatura que se dediquem aos projetos de iniciação à docência desenvolvidos por Instituições de Educação Superior (IES).

Esses estudantes que participarem dos estágios nas escolas públicas, quando graduados, estarão comprometidos a ensinar na rede pública.

Mas o que é preciso para se candidatar? As IES públicas e privadas com e sem fins lucrativos que oferecem cursos de licenciatura podem se candidatar. Essas Instituições de Educação Superior interessadas em participar do PIBID devem apresentar à Capes seus projetos de iniciação à docência conforme os editais de seleção publicados.

Os estabelecimentos devem ter firmado convênio ou acordo de cooperação com as redes de educação básica pública dos municípios e dos estados, prevendo a participação dos bolsistas do PIBID em atividades nas escolas públicas.

Podem apresentar propostas, também, os institutos federais de educação, ciência e tecnologia com cursos de licenciatura que apresentem avaliação satisfatória no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes).

Eventos do PIBID e contribuição para pesquisas sobre educação

 

Anualmente, são realizados vários encontros onde são realizadas reuniões por área e por modalidade de bolsa, com o objetivo de intercambiar as experiências, as atividades desenvolvidas e as dificuldades encontradas. Além disso, acontecem apresentações de trabalhos na forma de comunicação oral.

Os participantes são docentes, supervisores e estudantes de licenciatura envolvidos em projetos do PIBID. Os eventos permitem ouvir as diferentes vozes dos professores e dos estudantes de licenciatura sobre as experiências vividas no cotidiano das escolas, as práticas exitosas conquistadas, os materiais produzidos e as pesquisas realizadas.

Diversas temáticas são discutidas e possibilitam aos pibidianos apresentar as diversas opções teóricas e metodológicas de seus subprojetos para a iniciação à docência, bem como instigar o debate de outros temas complexos e atuais: a interdisciplinaridade; a transdisciplinaridade; a multidisciplinaridade; e as tecnologias aplicadas ao contexto escolar.

Organizado em torno desse leque temático, a programação conta com atividades desenvolvidas nos subprojetos, grupos de trabalho e comunicações orais por eixos.

Confira alguns eventos do PIBID que utilizaram a plataforma Even3:

  • Encontro de Iniciação à Docência (PIBID / INTA 2016)

Confira aqui: https://www.even3.com.br/pibidinta2016

  • IV Encontro Pedagógico do PIBID/UESPI: O PIBID E CURSOS DE LICENCIATURA: Desafios atuais no contexto das políticas públicas educacionais.

Confira aqui: https://www.even3.com.br/iveppibiduespi

  • I SEMINÁRIO PIBID – MACKENZIE “Relações entre PIBID e Estágio Supervisionado: Repensando as práticas”

Confira aqui: https://www.even3.com.br/1seminariopibidmack

  • II ENCONTRO ACADÊMICO-CIENTÍFICO DO Pibid/FBJ

Confira aqui: https://www.even3.com.br/pibidfbj

  • PIBID/SUL – PARFOR/SUL – ENLICSUL – 1º SEMINÁRIO REGIONAL PROESDE/LICENCIATURAS/SC

Confira aqui: https://www.even3.com.br/pibidsul

Além desse evento, houve a publicação de Anais feita pela Even3 do PIBIDSUL. Confira aqui: https://www.even3.com.br/anais/pibidsul

Modalidades de bolsa PIBID

A Capes oferece 5 modalidades de bolsa aos participantes do projeto institucional:

1) Iniciação à docência – para estudantes de licenciatura das áreas abrangidas pelo subprojeto. Valor: R$400,00.

2) Supervisão – para professores de escolas públicas de educação básica que supervisionam, no mínimo, cinco e, no máximo, dez bolsistas da licenciatura. Valor: R$765,00.

3) Coordenação de área – para professores da licenciatura que coordenam subprojetos. Valor: R$1.400,00 (um mil e quatrocentos reais).

4) Coordenação de área de gestão de processos educacionais – para o professor da licenciatura que auxilia na gestão do projeto na IES. Valor: R$1.400,00.

5) Coordenação institucional – para o professor da licenciatura que coordena o projeto PIBID na IES. Permitida a concessão de uma bolsa por projeto institucional. Valor: R$1.500,00.

Os bolsistas do Pibid são escolhidos por meio de seleções promovidas por cada IES. As bolsas são pagas pela Capes diretamente aos bolsistas, por meio de crédito bancário.

Recursos de custeio e capital

As públicas e privadas participantes do PIBID aprovadas pela Capes recebem cotas de bolsas e recursos financeiros para custear despesas essenciais à execução dos projetos.

A Capes concede tanto recursos de capital, ou seja, realiza investimentos, tais como obras, construções, instalações e aquisição de equipamentos e materiais permanentes, que são incorporados à Universidade.

Como de custeio, que são aqueles aplicados nas despesas com contratos de prestação de serviços, aquisição de materiais de consumo, diárias, passagens, bolsas e benefícios aos estudantes.

Os coordenadores de áreas do conhecimento recebem bolsas mensais de R$ 1,2 mil.

Os alunos dos cursos de licenciatura têm direito a bolsa de R$ 350 e os supervisores, que são os professores das disciplinas nas escolas onde os estudantes universitários vão estagiar, recebem bolsa de R$ 600 por mês.

ebook escrever artigos científicos

Gostou? Deixe um comentário

Segredos e dicas sobre o mundo de eventos técnicos-científicos

Junte-se a milhares de pessoas que organizam e participam de eventos acadêmicos e científicos