Google Acadêmico: por que utilizá-lo como fonte para pesquisa e publicação de trabalhos

google scholar

A forma de pesquisar, buscar referências e citações para trabalhos científicos mudou com a chegada do Google Acadêmico.

Talvez você ainda não conheça essa ferramenta incrível – que nos países estrangeiros é conhecida como Google Scholar –  mas, depois de entender como ela funciona e beneficia a comunidade acadêmica, garanto que será uma grande aliada na sua produção científica.

–> Confira agora 10 dicas de como construir uma carreira acadêmica de sucesso. 

Neste artigo, você irá aprender:

Antes do Google Acadêmico existir… Na verdade, antes mesmo da internet existir, era bem comum nos depararmos com o seguinte cenário:

Bibliotecas lotadas de estudantes e universitários, que se debruçavam, por horas, em livros e enciclopédias a fim de encontrar conteúdo relevante para as suas pesquisas.

Reunir material de referência para a elaboração de teses, artigos científicos, resumos e dissertações era trabalhoso, demorado e, portanto, exigia muita paciência dos acadêmicos.

Com a internet,  a vida dos estudantes e acadêmicos ficou mais fácil. Afinal, é só digitar um termo em um campo de busca do Google que surgem milhares de resultados.

Mas, diante do grande fluxo de informações que a internet nos disponibiliza, devemos entender também nem toda informação que encontramos online que é confiável.

Precisamos saber encontrar as fontes certas e relevantes para as nossas pesquisas.

–> Como e onde publicar artigos: confira as melhores práticas e dicas do mercado

Então, sites como o Wikipédia não garantem a qualidade e a procedência das informações e, por isso, devem ser evitados.

Já o Google Scholar pode ser uma excelente fonte de pesquisa para os seus trabalhos, se você souber utilizá-lo da melhor forma, claro!

Lógico que você não vai ficar relapso à informação. Ainda é preciso tomar cuidado com a apuração das fontes de pesquisa e, principalmente, evitar práticas como o plágio. Mas não há dúvidas de que a busca, com o Google Acadêmico, fica bem mais refinada.

O Google Acadêmico é um serviço de busca do Google voltado especialmente para estudantes, pesquisadores, cientistas, universitários e curiosos.

A ferramenta funciona como um repositório de teses, artigos científicos, resumos, monografias, dissertações e livros.

O buscador indexa conteúdos de bases de acesso abertos como a Scielo, Altametric e Wiley ou de materiais que estejam disponíveis no Google Livros.

O Google Acadêmico também permite que os próprios usuários adicionem suas produções científicas.

O Google Acadêmico funciona de um jeito bem similar ao Google “normal” (ou seja, aquele que já estamos habituados e que usamos no nosso dia a dia).

Na configuração padrão, após o usuário digitar, no campo de busca, o assunto ou a palavra-chave de interesse, os resultados são mostrados com base em um critério de relevância.

Assim, são levados em consideração aspectos como quantidade de citações que o trabalho recebeu, o autor, o próprio texto, o local onde foi publicado e o renome da pesquisa.

–> Guia sobre como e onde publicar artigos científicos

Veja um exemplo de relevância baseado no número de citações:

Exemplo do número de citações por artigo. Isso demonstra a pesquisa por relevância da ferramenta

Ao buscar “sucesso do cliente” na ferramenta, o primeiro resultado foi citado mais de duas mil vezes, enquanto o segundo recebeu pouco mais de 100 citações.

Porém, como pode ser visto neste mesmo exemplo, você pode optar por não usar a configuração padrão da ferramenta e filtrar os resultados da pesquisa.

Do lado esquerdo da tela, é possível encontrar artigos por data, idioma e período específico.

Ainda há a opção de criar um alerta para caso novas publicações que atendam aos seus critérios de busca sejam indexadas à base de dados do Google Acadêmico.

Para isso, não se esqueça de criar a sua própria conta na plataforma (se você usa o Gmail, as contas estarão vinculadas, mas não se esqueça de completar as informações de cadastro).

Função “Minha Biblioteca” do Google Acadêmico

Usuários logados na ferramenta têm o benefício de criar uma biblioteca própria apenas com conteúdos de seu interesse.

Assim, você consegue salvar conteúdos para serem lidos depois, por exemplo. Para salvar um artigo, basta clicar no ícone de “estrela” que fica abaixo de cada artigo.

Depois, é só acessar o material na biblioteca, que fica no menu superior do lado esquerdo (aqueles três tracinhos do lado esquerdo superior da tela).

Função “Minhas Citações”

No Google Acadêmico, você também consegue saber como citar trabalhos em três formatos: nas normas da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), da MLA (Modern Language Association) e da APA (American Psychological Association).

–> Saiba aqui como montar as referências bibliográficas da sua pesquisa de acordo com as normas da ABNT. 

Para isso, basta clicar no ícone de aspas que fica logo abaixo de cada artigo da ferramenta. Ela já disponibiliza as referências bibliográficas daquele material prontinhas. Ou seja, você não vai ter trabalho algum em formatá-las! O que é ótimo, não é?

Exemplo de citações do Google Scholar

O Google Scholar disponibiliza as citações do arquivo em três formatos: ABNT, APA e MLA.

Ainda é possível na função “Minhas Citações”, saber o número de vezes que o seu trabalho foi referenciado por terceiros.

Lembre-se de que isso influencia diretamente na credibilidade do seu material, então preencha essa seção com muito cuidado para que seus trabalhos sejam referenciados corretamente em todo o mundo!

Para refinar ainda mais a sua pesquisa e obter resultados mais valiosos, uma boa opção é usar o recurso de Pesquisa Avançada do Google Scholar.

Embora a palavra “avançada” assuste alguns, esse mecanismo é bem tranquilo de usar. Siga os passos:

  1. Para isso, basta clicar nas três barrinhas que ficam na extremidade superior esquerda da tela.
    menu google academico
  2.  Em seguida, clique na opção Pesquisa Avançada

pesquisa avançada

Com ela, é possível encontrar arquivos que atendam aos seguintes critérios:

  • que contenham todas as palavras pesquisadas
  • que contenham a frase exata pesquisada
  • que contenha, no mínimo, uma das palavras pesquisadas
  • que não contenham as palavras pesquisadas
  • com as palavras pesquisadas no título do artigo ou em qualquer lugar do artigo
  • Por autor
  • Por local de publicação – refere-se à revista, editora ou ao periódico onde foi publicado.
  • E por data – neste caso, você define que a busca encontre artigos que foram produzidos entre 2003 e 2004, por exemplo.

Se ainda lhe restam dúvidas se o Google Acadêmico é uma boa ferramenta para pesquisas, vou te listar algumas vantagens da plataforma. Preparado?

Fonte confiável

Se o Google Acadêmico é alimentado por pesquisadores e, principalmente, por periódicos e revistas científicas, ele já é bem mais confiável do que “fazer uma pesquisa no Google comum”.

Além disso, o buscador permite que você cheque o número de vezes que aquele trabalho já foi referenciado por outros pesquisadores. Isso aumenta a credibilidade da fonte da sua pesquisa.

E a sua apuração, consequentemente, vai ser bem executada.

É gratuito!

Você não paga nada para usar o Google Scholar e, mesmo assim, tem acesso a milhares de informações. A gratuidade também vale para aqueles que desejam indexar publicações à ferramenta.

Confira algumas dicas, neste e-book, para escrever artigos acadêmicos antes de indexá-lo ao Google:

Quero um ebook com dicas para escrever artigos científicos!

Amplo acervo disponível

O Google Scholar tem um acervo variado: teses, artigos, dissertações, resumos científicos e livros. E os materiais vêm de revistas e periódicos de qualidade, como a Scielo.

–> Veja também: Os segredos da revista indexada que não querem que você descubra!

Também é possível que os próprios autores indexem seus trabalhos ao Google Scholar, o que democratiza e facilita o acesso à informação.

Busca refinada

Por disponibilizar a opção de pesquisa avançada, você consegue filtrar bem os resultados da sua pesquisa e obter, assim, somente aqueles que são valiosos e que, de fato, fazem sentido para o seu trabalho.

Espaço de publicação

O Google Acadêmico permite que  os próprios usuários indexem trabalhos de sua autoria à ferramenta. Isso é excelente para quem deseja aumentar a visibilidade e a credibilidade das suas produções científicas.

Existe aplicativo do Google Acadêmico?

Nós não encontramos uma versão original de aplicativo do Google Acadêmico para celulares. Porém, existem versões não oficiais dele para ser baixadas.

Como o Google Acadêmico auxilia novos pesquisadores

Se você for um pesquisador iniciante o ideal é que a sua pesquisa seja vista pelo maior número de pesquisadores e estudantes.

Com o seu trabalho sendo reconhecido na comunidade acadêmica, ele pode atrair, inclusive, novas oportunidades de eventos e até mesmo bolsas de pesquisa, tornando assim a sua linha de pesquisa conhecida.

Para quem busca referências de trabalhos, a plataforma também pode ser de grande ajuda.

O primeiro passo é criar o seu perfil. Para isso acesse o Google Scholar e no topo da página, clique na opção ‘Meu perfil

Para isso, é preciso que você esteja logado na sua conta do Google.  Não tem uma conta no Google? Crie aqui a conta.

Nesta página, você poderá criar o seu perfil no Google Scholar.

tutorial de como criar conta no google academico

Lembre-se de incluir o máximo de informação que puder, tais como foto do perfil, e-mail institucional, afiliações e as áreas de interesse.

Nós recomendamos que você torne o seu perfil público. Isso faz com que você fique mais visível para outros pesquisadores e estudantes.

Depois de criar seu perfil, você já pode adicionar seus trabalhos científicos.

Enviando seus trabalhos

Se você vai incluir apenas um documento, por exemplo, sua tese de mestrado ou um artigo científico, você pode fazer isso manualmente. Para isso, só precisa seguir os passos:

1) Para começar a adicionar o documento manualmente, acesse a página do Google Scholar.

2) Clique em “Meu perfil”

3) Clique em “adicionar artigo manualmente”

exemplo de como criar uma conta

4) Preencha os detalhes sobre o seu artigo (título, autor (es), data (s) de publicação, volume, editora, instituição.

5) Clique em salvar e, se você preencheu tudo corretamente, uma mensagem aparecerá “Adicionar artigo ao seu perfil”. Parabéns!

Siga seu próprio perfil

Aqui está uma ótima dica: siga seu próprio perfil do Google Scholar.

Para isso, você precisa ir para o seu próprio perfil e no topo à direita, escolhe a opção ‘follow’. Preencha o seu email e crie um alerta.

Caso o Google adicione um novo artigo para o seu perfil ou uma nova citação, você receberá uma notificação por e-mail.

como seguir seu perfil

Essa é uma excelente forma de receber as atualizações se outro pesquisador ou estudante citar o seu trabalho em algum texto acadêmico.

Talvez você ainda possa entrar em contato com os autores e conversar sobre a pesquisa.

É uma ótima forma de expandir o networking e criar novas relações acadêmicas e profissionais.

E então, já está pronto para utilizar tudo o que o Google Scholar pode te oferecer?

A área científica depende dos próprios pesquisadores, então use a tecnologia a seu favor!

Antes de finalizar, uma última dica: confira sempre a formatação exigida pelo periódico onde você vai publicar o seu trabalho.

Normalmente, no Brasil, a norma mais utilizada é a da ABNT, mas esse ela não é obrigatória. Algumas instituições de ensino utilizam regras próprias.

Que tal baixar modelos de trabalhos já enquadrados nas regras da ABNT?

modelos de trabalhos nas normas da abnt download gratis

RECEBA Nossas Novidades