O guia completo sobre marketing de conteúdo para eventos

Quer saber como atrair mais participantes? Então eu sugiro que você comece pelo marketing de conteúdo para eventos.

Sendo uma das melhores estratégias de marketing para quem deseja divulgar o seu evento, o marketing de conteúdo tem trazido cada vez mais resultados para quem o coloca em prática.

Por exemplo, segundo pesquisa realizada em 2019 pela Databox, 70% das empresas que utilizaram essa estratégia estavam lucrando mais do que por outros canais de comunicação.

Por isso, elaborei um post completo para você conseguir alavancar os seus resultados, aprendendo tudo sobre: 

O marketing de conteúdo para eventos é uma estratégia de marketing digital com o objetivo de planejar, criar e compartilhar conteúdo personalizado para a fidelização de novos participantes, aumentando a venda de ingressos.

Por exemplo, ao invés de apenas divulgar informações sobre o evento e o preço dos ingressos, você pode postar conteúdos que eduquem a sua persona na temática em torno do seu evento. 

Assim, ela estará cada vez mais próxima da  sua marca, criando um vínculo de confiança e vendo seu evento como referência na área.

E agora eu acho que você pode estar se perguntando: “O que é uma persona?”.

Diferente do público-alvo, onde milhões de pessoas são agrupadas por um segmento genérico, a persona é o perfil ideal de compra para um produto ou serviço.

Ou seja, ela é a pessoa para quem você irá personalizar o seu conteúdo, adequando a escrita, linguagem e planejamento.

Assim, você conseguirá fidelizá-la ao seu evento por meio de um funil de vendas.

Even3 Summit 2021

O funil de vendas é um modelo estratégico onde o processo de vendas é dividido por etapas bem definidas, que acompanham o desenvolvimento da persona até que ela se torne um comprador.

Nessas etapas, você criará diferentes tipos de conteúdo de acordo com o nível de conhecimento que a sua persona possui sobre aquele determinado tema.

Entenda melhor sobre essas etapas abaixo:

Topo de funil

No topo de funil é onde a sua persona ainda não sabe que tem um problema a ser resolvido.

Por exemplo, ela ainda não sabe que precisa participar de um congresso para melhorar o seu currículo acadêmico.

Por isso, é através do seu conteúdo que você vai ensiná-la e despertar a consciência do problema.

Então, você pode oferecer posts mais básicos, como:

E claro, também disponibilize materiais ricos mais introdutórios, como e-books e infográficos.

Meio de funil

Nesta etapa a sua persona já tem um nível de consciência das suas necessidades e busca desenvolver os seus conhecimentos.

Por isso, invista em conteúdos mais específicos, porém nada técnicos, onde o leitor possa desenvolver os seus conhecimentos sem sentir dificuldades.

Por exemplo, fale sobre como organizar um congresso online, mas sem detalhar o uso de ferramentas de streaming e as suas funcionalidades.

Nesse ponto é fundamental que você também disponibilize materiais ricos mais adequados para essa etapa, como planilhas, templates e guias.

Fundo de funil

Estando no fundo do funil, a persona já sabe quem você é, quais as soluções para o problema que ela tem e o que ela pode fazer para resolvê-lo.

Assim, é hora de apresentar conteúdos mais técnicos envolvendo o seu evento como a melhor solução para o problema daquela persona.

Por exemplo, ilustre os benefícios que o seu evento pode oferecer para o leitor, tornando-o indispensável para a jornada acadêmica dele.

Então, quando sua persona se inscrever no seu evento, você terá finalizado todas as etapas do funil de vendas, mas ainda pode fidelizá-la na jornada de compra.

O que é a jornada de compra?

Acima eu falei como a persona se comporta dentro do funil de vendas. Mas dentro desse funil, ela passará por etapas diferentes de atração, aprendizado e compra, sendo elas:

Visitante

Sendo o começo da trajetória no topo do funil, essa pessoa ainda não conhece a sua marca ou evento, sendo apenas um visitante dentro do seu site, por exemplo.

Lead

Após consumir o seu conteúdo e disponibilizar os seus dados para receber uma newsletter, material rico ou orçamento, o visitante se torna um lead

O lead é uma pessoa que agora faz parte da sua lista de contatos, estando interessado em receber conteúdos na caixa de e-mail ou por outros meios de comunicação.

Oportunidade

Após sinalizar a sua vontade de comprar, o lead se torna uma oportunidade de vendas, podendo ser passado diretamente para o time comercial.

Cliente

E claro, após a venda dos seus ingressos e pacotes promocionais, você terá um cliente, que ainda pode continuar consumindo os seus conteúdos e comprando de você. Neste momento, você pode fidelizá-lo.

-> Saiba como fidelizar os participantes do seu evento

Embaixador

Sendo uma “etapa bônus” e que depende apenas do seu empenho em entregar uma ótima experiência, o embaixador é um cliente divulgador da sua marca por estar feliz com o que você tem a oferecer, servindo como um ótimo marketing boca a boca.

Existem diferentes tipos de mídia para colocar em prática o marketing de conteúdo, mas, sem dúvida, o mais importante é o blog.

Os blogs são a maior referência das estratégias de marketing de conteúdo, servindo como ótimos captadores de leads para vender mais ingressos.

“Mas, por que devo ter um blog para o meu evento?”. Deixa eu te explicar com um exemplo bem simples:

Quando você faz uma pergunta ao Google, ele exibe milhões de resultados para que você tenha a melhor resposta possível. E de onde vem essa respostas? Pois é, dos blogs.

O mecanismo de pesquisa do google permite que você crie conteúdo e seja exibido para milhões de pessoas que tenham um problema específico, fazendo do seu blog a solução.

Dessa forma, por meio do conhecimento das etapas do funil e jornada de compra, você pode elaborar conteúdos específicos, otimizando o SEO do seu conteúdo para ter as melhores posições no Google.

O que é SEO? 

O SEO – Search Engine Optimization, ou Otimização de Mecanismos de Busca é uma estratégia de otimização de conteúdo para os padrões do Google, com o objetivo de aparecer nas primeiras posições de pesquisa.

E nessa otimização existem alguns itens muito importantes para que o seu conteúdo seja rankeado da melhor forma possível, sendo eles:

1. Palavra-chave

Antes de começar a produzir o seu conteúdo para o blog, é necessário que você tenha uma palavra-chave, pois ela será a base para a estruturação do seu blogpost.

A palavra-chave, a grosso modo, é o que a persona digita na barra de pesquisas do google.

Assim, a estratégia começa de acordo com a intenção de busca do usuário, com o objetivo de aparecer para ele no lugar certo, na hora certa.

Para descobrir sobre o que a sua persona procura, utilize ferramentas como:

  • Ubersuggest;
  • SEMRush;
  • Google Keyword Manager.

Elas ilustram a palavra-chave, o nível de procura e até mesmo a dificuldade de concorrência para rankear em primeiro lugar nas buscas.

2. Intertítulos

Em blogposts os títulos funcionam como uma quebra de leitura entre os parágrafos, com o objetivo de orientar a leitura e melhorar a escaneabilidade do usuário ao longo do texto.

Ainda, também é possível fazer dos seus títulos ferramentas poderosas para um melhor rankeamento nos mecanismos de busca. E eu vou te explicar o porquê:

A persona geralmente faz perguntas ao Google, procurando respostas rápidas para o seu problema. Por isso elabore títulos que respondam perguntas específicas.

Por exemplo:

  • “O que é marketing de conteúdo?”;
  • “Como fazer marketing de conteúdo para eventos?”;
  • “O que é um simpósio?”.

O parágrafo que vier após essa pergunta, servirá como uma resposta imediata, fazendo com que o Google capture essa parte do seu conteúdo e a exiba diretamente para a sua persona.

3. Links internos e externos

O link building, ou construção de links é uma parte simples, mas de muita importância para um conteúdo ter maior alcance. 

Com links inseridos dentro do post, o Google entende que o seu conteúdo está apontando para outros conteúdos de referência.

Você pode dividir os seus links entre internos e externos.

O link interno é todo aquele que direciona para um conteúdo dentro do seu próprio blog, enquanto o link externo, para conteúdos de terceiros.

Assim, você estará agregando não apenas mais conteúdos, mas também valor ao seu blogpost, melhorando as suas chances de rankeamento.

Captando mais leads dentro dos blogposts

Ainda, dentro de um blogpost, além do formato de conteúdo em texto, você pode adicionar diferentes mídias, como:

  • Imagens;
  • Vídeos;
  • Podcasts;
  • Botões;
  • Banners;
  • E muitos outros formatos.

Com isso, você também pode colocar em prática estratégias de marketing dentro do seu post para conseguir converter mais leads.

1. Call to action

Call to Action ou, em português, Chamada para Ação, é uma estratégia utilizada para captar leads de forma orgânica.

Para colocar em prática, basta disponibilizar materiais ricos ao longo do texto por meio de botões e banners, indicando que o leitor pode baixá-los de forma gratuita por meio de um clique.

2. Materiais ricos

Os materiais ricos ou materiais educativos são conteúdos criados com a intenção de agregar conhecimento ao leitor por meio de diferentes tipos de formatos.

Esses materiais são criados de acordo com uma observação da necessidade que a persona tem, servindo como ótimas ferramentas para a otimização do dia a dia. 

Eles podem ser encontrados na forma de:

Para ter acesso a eles, o visitante deve preencher um formulário disponibilizando os seus dados de acordo com a LGPD. Consequentemente, gerando uma lista para a nutrição de leads.

3. Nutrição de leads

A nutrição de leads é a estratégia que vai além do blog, servindo como um acompanhamento do lead após o consumo do seu conteúdo.

Assim, você pode criar uma estratégia de e-mail marketing para continuar em constante contato com o seu lead, entregando conteúdos diretamente na sua caixa de entrada.

Por exemplo, você pode entrar em contato com os leads que abandonaram o carrinho recentemente, convidando-os a retomarem a compra.

1. Defina a sua persona

Primeiramente, antes de começar a produzir conteúdo, é necessário saber quem irá consumir tudo o que você tem a oferecer. 

Por isso, defina a sua persona. E lembre-se que você pode ter até 5 personas para começar a sua estratégia.

Para construir a sua persona, elabore uma ficha cadastral para ela, onde você mesmo vai inserir dados como:

  • Idade;
  • Gênero;
  • Renda;
  • Localização;
  • Nível de educação;
  • Cargo;
  • Setor e área de atuação;
  • Obstáculos e problemas a serem resolvidos.

E claro, fique a vontade para inserir outras informações que possam ajudar a construir a persona ideal para o seu evento.

2. Escolha o seu posicionamento 

Agora que você já sabe quem é a sua persona e o que ela precisa, comece a definir qual é o melhor local para começar o seu marketing de conteúdo.

Como eu já disse acima, um blog sempre será uma ótima escolha para começar, mas você precisa analisar a melhor plataforma para a sua persona.

Não adianta criar um blog se o perfil da sua persona é a de um consumidor frequente de redes sociais como o Instagram, por exemplo.

Por isso, lembre-se que você pode se posicionar em lugares diferentes, como:

  • Instagram
  • Facebook
  • LinkedIn
  • Telegram
  • WhatsApp

Branding

Além de escolher em qual mídia você deseja se posicionar, é importante definir qual será o tom de voz da sua marca.

Sendo um conceito fundamental no branding para eventos, o tom de voz da marca corresponde a forma com que você se comunica com o seu público. 

Por exemplo, defina se a sua linguagem será mais formal ou coloquial, utilizando emojis ou não, com poucos ou muitos parágrafos. Isso ajudará na construção da sua marca a longo prazo.

Para entender melhor e colocar em prática, basta baixar o nosso e-book de branding para eventos clicando no botão abaixo:

Guia de branding para eventos

3. Planejamento e produção de conteúdo

Agora que você já sabe para quem e onde produzir o seu marketing de conteúdo, é hora de começar a criar a estratégia de produção.

Comece elaborando um calendário editorial para as suas postagens, dividindo as prioridades e também os seus canais de postagem.

Para estimular a fidelização do seu público, é fundamental que você tenha postagens toda semana, em dias pré-determinados, assim como o entendimento do algoritmo das redes sociais e mecanismos de pesquisa do Google.

kit de marketing para eventos

Segredos e dicas sobre o mundo de eventos técnicos-científicos

Junte-se a milhares de pessoas que organizam e participam de eventos acadêmicos e científicos