programacao atrativa icone

Como criar uma programação atrativa para seu evento

Montar uma programação atrativa é dever de todo organizador. Afinal, é a partir da definição das atividades que o público começa a demonstrar interesse em participar. 

Além disso, a programação de um evento é considerado uma das etapas mais fundamentais durante o planejamento.

Por isso, é preciso selecionar bem os convidados que irão palestrar/mediar, como também, os tipos de atividades que acontecerão durante o evento e suas temáticas. 

Ao planejar uma programação, o organizador precisa ter em mente que os temas das atividades precisam despertar o interesse do público. Além, de claro, fazer sentido para o tipo do evento.

Neste artigo, você vai aprender dicas incríveis de como organizar uma programação atrativa para aumentar consideravelmente a quantidade de participantes do seu evento, e torná-lo um verdadeiro sucesso!

5 dicas de como fazer uma programação atrativa para seu evento

Antes de começarmos, é importante ter um conhecimento considerável em produção de eventos.

Pensando nisso, produzimos um curso completo e gratuito para você se tornar um especialista em organizar eventos. E, a partir disso, começar a montar uma programação de sucesso!

curso producao de evento

Agora que você está mais do que preparado, vamos ao que interessa!

1. Defina os tipos de atividades 

Logo na fase de planejamento, é importante pensar nos tipos de atividades que irão compor a grade de programação do seu evento.

Principalmente quando se trata de eventos grandes, já que costumam contar com várias  atividades ao mesmo tempo. 

Outro ponto importante que todo organizador de eventos precisa ter em mente, é que determinados tipos de atividades levam mais tempo que outras, como por exemplo, mesa-redonda e cursos.

Todavia, workshops e palestras podem levar menos tempo. Ou seja,  podem ser encaixados em horários estratégicos. 

Por isso, o mais indicado é definir primeiro o tipo das atividades, em seguida pensar na temática de cada uma e  montar a grade de programação com base no tempo que cada uma pode levar.  

E, para que a programação fique o mais clara possível para os participantes, tente organizar as salas e os horários das atividades de acordo com as áreas temáticas. 

Dessa forma, você evita choque de horários e confusões durante o evento e deixa tudo muito fluído para os participantes.

2. Escolha temas atuais e relevantes para tornar sua programação atrativa

Para a programação do seu evento se tornar atrativa, é preciso estar atento aos temas mais atuais e relevantes.

É importantíssimo escolher uma temática que seja tendência no seu segmento de atuação e que agrade o público convidado.

Por exemplo, um assunto que os estudantes e profissionais das áreas estejam buscando aprimorar e demonstrem interesse. 

Através do Google ou das redes sociais, você consegue descobrir os temas que mais estão em alta no seu ramo de atuação, como por exemplo, Big data, UX Design, dentre outros.

Ferramentas como o Google Trends consegue te ajudar nesse processo, ou até mesmo o LinkedIn, de acordo com as hashtags. 

Afinal, quanto mais pessoas publicam sobre um mesmo assunto nas redes sociais, mais aquele tema vai ganhando visibilidade e relevância. 

Além disso, fazer uma pesquisa sobre os temas que estão sendo utilizados pelos concorrentes pode ajudar a gerar excelentes ideias!

3. Convide mediadores/palestrantes de referência em suas áreas

Durante o planejamento do seu evento, é muito comum ver a comissão organizadora já pensando em nomes de convidados para palestrar/mediar, bem antes de definir temas e tipos de atividades.

Mas, não é tão simples assim!

Afinal, é preciso ficar atento a alguns detalhes como: público, didática e temática do palestrante que deseja convidar. 

O público do palestrante que deseja convidar é o mesmo que o público do seu evento? O tipo de didática que ele usa para passar conhecimento é adequada para o perfil dos participantes que irá frequentar seu evento?

Essas são algumas perguntas que você deve fazer antes de convidar alguém para mediar/palestrar alguma atividade.

O mais adequado é fazer uma curadoria minuciosa e escolher bons nomes e assuntos que estão em alta e seu público demonstre interesse na temática.

Esses fatores são essenciais para tornar a programação do seu evento mais atrativa e, consequentemente, aumentar consideravelmente a quantidade de participantes

Como o III CONCINAT triplicou o número de participantes

Em relação ao tema, você deve buscar profissionais que sejam referência na área. Além, de claro, transmitir o conteúdo de forma mais didática possível. 

Se possível, para tornar a programação do seu evento mais atrativa, convide pessoas de fora para agregar mais valor ainda ao seu evento.

4. Crie intervalos para networking

É interessante que a programação do seu evento seja dividido em blocos. Principalmente, se ele durar dias ou durar um dia inteiro.

Afinal, os intervalos são fundamentais para evitar que оѕ participantes se dispersem ou percam o interesse no tema que está sendo tratado. 

Além disso, é durante os intervalos que você colabora para o networking entre os participantes. 

Você pode, por exemplo, oferecer um “coffe-break” no começo do dia ou final da tarde para os frequentadores do seu evento.

É uma oportunidade de promover a interação entre os envolvidos, incentivar a troca de ideias e conhecimento.

5. Divulgue a programação do seu evento e atraia mais público!

Uma ótima forma de atrair ainda mais público para seu evento é divulgando a programação em canais estratégicos.

Por exemplo, divulgar em redes sociais, site do seu evento , dentre outras mídias em que seu público esteja presente ou consiga acessar mais facilmente.

Estratégias de marketing digital para eventos 

É muito importante durante a etapa de divulgação, dividir as atividades por data, horário e também por formato de atividade. 

Você deve informar também os objetivos de cada atividade, valor da entrada, área de atuação, bem como as oportunidades que o evento irá oferecer ao participante. 

Além disso, é imprescindível que informe quais serão os mediadores/palestrantes, horário, local e data do seu evento.

Afinal, eles são o ponto chave para conquistar mais facilmente seu público. 

Isso porque, se os convidados para palestrarem no seu evento forem de referência em suas áreas de atuação e tiverem nome no mercado, conseguirá atrair público mais facilmente. 

O ideal é alinhar uma estratégia de Marketing com sua equipe e definir táticas para uma divulgação mais eficaz. 

Mas, caso você não tenha uma equipe de comunicação e marketing, nós temos um material que você pode baixar gratuitamente e começar a aplicar no seu evento agora mesmo:

Baixar kit de marketing para eventos

#DicaBônus

Durante o evento, o que fazer?

No dia do evento, controlar o fluxo dos participantes inscritos nas atividades é fundamental. Ninguém gosta de enfrentar filas longas, não é mesmo?  

E, promover um evento sem filas é um dos grandes diferenciais para garantir o sucesso absoluto.

Para evitar transtornos, é necessário entregar crachás durante o credenciamento.

Dessa forma, você consegue saber quem se inscreveu , de fato, para aquela atividade em específico.

Prevenindo assim, a superlotação do espaço ou permitindo que um participante não inscrito na atividade tire o lugar de alguém que  realizou a inscrição com antecedência.

Inclusive, temos modelos gratuitos de crachás para eventos. Você pode baixá-los agora, gratuitamente:

crachás para eventos modelos gratuitos

Gostou? Deixe um comentário

Segredos e dicas sobre o mundo de eventos técnicos-científicos

Junte-se a milhares de pessoas que organizam e participam de eventos acadêmicos e científicos